Botafogo, Aerosol e Clarice 6/8/13

11 de janeiro de 2014

Botafogo, Aerosol e Clarice Lispector.

Não era um domingo qualquer. Tantas coisas boas a fazer, mas o tempo era exíguo. Cinema, Maracanã, Jóquei Clube, Teatro… Como não tenho o dom supremo da ubiquidade tinha que escolher. Apartei o cinema – o filme estava em cartaz há uma semana e podia esperar. Mas o Grande Prêmio Brasil e o Maracanã recém-inaugurado eram eventos imperdíveis que aconteciam quase na mesma hora e em lugares diametralmente opostos. Fiz as contas e achei que ia dar. Peguei o ônibus na Praia de Botafogo e em alguns minutos, chegava às sociais do Jóquei. O sexto páreo havia acabado de correr, os cavalos esgotados e suados retornando as baias. De posse da programação, iniciei a difícil tarefa de avaliar os concorrentes e escolher dentre vinte e seis puro sangue, o vitorioso. O retrospecto de Ibrahimovic não era dos melhores, mas ele era conduzido pela única joqueta inscrita – Josiane Goulart. O fato de ser um azarão, poderia dar uma polpuda pule. Dentre os favoritos, Aerosol, vindo de um excelente retrospecto, era um palpite a ser avaliado. Joguei 50 pilas em Aerosol e outros 50 no placê de Ibrahimovic e subi para assistir à carreira.

A tribuna social estava lotada de mulheres elegantes em seus vestidos e chapéus de grife. Os homens, impecáveis em terno e gravata, relembravam os tempos áureos de glória do mais importante prova do turfe brasileiro. Com direito á presença de artistas globais como suave Mariana Ruy Barbosa, a “Nicole” da novela das nove, “Amor à Vida”. O curioso é que o glamour tem tudo a ver com o universo da personagem, que é de uma família aristocrática. Quem também estava a trajando um conjuntinho de linho bege, era a atriz Priscila Fantin. Com tanta gente bonita, nem me dei conta que o páreo já estava correndo. À frente, Aerosol abria três corpos e no grupo intermediário, o imprevisível Ibrahimovic. Eis que os concorrentes terminam a curva e entram pela reta final. Segundo o locutor oficial, Aerosol não perde mais. Ibrahimovic chegou em quarto. Fiz as contas e verifiquei que a “Lucrécia Bórgia” havia sido satisfatória. Beleza.

Hora do clássico Botafogo x Vasco. Assustei-me ao entrar no outrora maior do mundo. Apesar de totalmente reformado, ele havia encolhido. Em vez dos 200.000 lugares, agora reduzidos para aproximadamente 70.000. Um improvável déjà vu passou pela mente. Quantos domingos assisti ao glorioso Botafogo pelear e sair vitorioso. Nesse domingo não foi diferente. Como nos velhos tempos, ele massacrou o Vasco. E continua líder absoluto do Campeonato Brasileiro, com direito a show de bola de Seedorf e Rafael Marques, autor de dois belos gols.

Por último, mas não menos importante, chego ao teatro a tempo de assistir o monólogo “Clarice Lispector”, magistralmente interpretado por Beth Goulart, que realiza a proeza de vivificar em cena a maior escritora brasileira do século XX. A atriz mergulha nos silêncios e emoções da escritora e encontra sua essência. Impressiona a semelhança física, o sotaque, o jeito de tragar o cigarro, os trejeitos com a personagem. Através de sua literatura, percorremos num périplo inesquecível em direção à primeira pessoa, ao texto confessional. Como diria o ensaísta Harold Bloom: “Não existe literatura, só autobiografia.” Em pouco mais de uma hora, é possível traçar um perfil de Clarice Lispector. Uma autora e seus personagens dialogando sobre a vida e morte, criação, Deus, cotidiano, solidão, entrega, entendimento…Não foi à toa que Beth Goulart papou todos os prêmios do ano, levando ao teatro mais de 700.000 espectadores! Saí de lá com a alma lavada, a sensação do dever cumprido. Afinal de contas, eu estou no Rio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: